Quarta-feira, 20 de Junho de 2018

Buscar   OK



Hora Certa
(71) 9.8141-3780

No Ar


Nenhuma programação cadastrada
para esse horário




Peça sua Música

  • Márcia Santana
    Cidade: Salvador
    Música: Jó . Midian Lima
  • Getúlio Romualdo de Santana
    Cidade: Salvador
    Música: flash backs anos 80
Publicidade Lateral
Bate Papo

Digite seu NOME:


Estatísticas
Visitas: 5398 Usuários Online: 60


Salvador
Publicada em 08/06/18 às 16:09h - 5 visualizações
Salvador registra maior inflação do país em maio; cebola foi a maior vilã
Em maio, todos os grupos de produtos e serviços que compõem o IPCA tiveram aumento na RMS

Correio


 (Foto: Correio)
(Foto: Marina Silva/CORREIO)

Salvador registra maior inflação do país em maio; cebola foi a maior vilã

Em maio, todos os grupos de produtos e serviços que compõem o IPCA tiveram aumento na RMS

Em maio, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), medida oficial da inflação, ficou em 1,11% na Região Metropolitana de Salvador, acelerando fortemente em relação à taxa de abril (0,34%) e ficando bem acima também do índice de maio de 2017 (0,32%). Foi a maior inflação do país, significativamente superior à média nacional (0,40%).

Com o resultado de maio, a inflação no ano de 2018, na RM Salvador, também acelerou para 2,10% (estava em 0,97% em abril), mantendo-se acima e se distanciando ainda mais da média nacional (1,33%). Já se situa também num patamar mais alto que o acumulado no mesmo período em 2017 (1,38%). Nos cinco primeiros meses de 2018, o IPCA na RMS praticamente já alcançou o acumulado em todo o ano de 2017 (2,14%).

Nos 12 meses encerrados em maio, o IPCA chegou a 2,85%, maior que o registrado nos 12 meses encerrados em abril (2,05%) e praticamente se igualando à média nacional (2,86%).

Em maio, todos os nove grupos de produtos e serviços que compõem o IPCA tiveram aumento na Região Metropolitana de Salvador. Isso não acontecia desde janeiro de 2006.

As principais contribuições para a aceleração da inflação no mês vieram dos gastos com Habitação (2,97%), Transportes (2,00%) e Alimentação e Bebidas (0,68%) - justamente os três grupos que mais pesam nos orçamentos familiares.

Entres os itens individuais, a energia elétrica (18,45%) foi o que mais puxou a inflação de maio na RMS, em virtude do reajuste nas tarifas, em vigor desde 22 de abril, aliado a aumento na alíquota de PIS/COFINS. Além disso, desde 1º de maio vigora a bandeira tarifária amarela, adicionando a cobrança de R$0,01 a cada kwh consumido.

Depois da energia, a gasolina (8,11%) e a cebola (44,69%) foram os produtos que mais contribuíram para alta do IPCA de maio na RMS. No caso da cebola, o aumento chega a 159,34% no acumulado no ano de 2018 - o maior dentre todos o itens investigados pelo IPCA em Salvador. No acumulado de janeiro a março, a cebola já aparece como a grande vilã, com alta de 46,16% na Região Metropolitana de Salvador (RMS).

Entre os itens em queda em maio, as principais influências no sentido de conter a inflação da região metropolitana vieram do açúcar cristal (-4,20%), das passagens aéreas (-6,90%) e do tomate (-6,64%). No ano, as passagens de avião têm queda acumulada de -18,84%, a segunda mais intensa, acima apenas do feijão fradinho (-19,00%).




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Parceiros

Central de transmissão:Rua Dezesseis Quadra 26 Número 33-E 1º Andar Sala 02 Fazenda Coutos Salvador - Bahia Cep: 40.731-140
Copyright (c) 2018 - Radio Energia Salvador - Todos os direitos reservados